top of page

Rastreando Depressão e Ansiedade

 informações adquiridas junto ao CVV, psicólogos e experiências de outros médiuns e hierarquia

Sabemos que a Depressão e a Ansiedade é um problema que ataca fortemente o Brasil. A Casa de São Lázaro recebe inúmeros casos de pessoas nessas condições, e é muito importante compreender técnica e espiritualmente quais são as melhores formas de lidar com essas situações.

O que é a depressão e a Ansiedade?

Definição técnica das duas doenças mentais.

Explicação clara e simples sobre o que cada espectro representa.

Como iniciar um contato explorando esse tipo de caso?

Precisamos entender o que pode estar acarretando o estado geral da pessoa  com reclamação de depressão ou ansiedade, as perguntas devem ser feitas de forma sutis e não diretamente sobre o estado emocional. A exploração pode ser feita através de perguntas:

Já sentiu isso antes?

Espere que a pessoa fale tudo que venha na cabeça dela nesse momento antes de intervir.

Você passou por algum episódio, onde se sentiu usada, maltratada ou que se viu sem saída?

Deixe a pessoa falar.

Faz uso de algum medicamento prescrito ou não por médicos?”

Espere ela responder isso, para perguntar:

“Consome Drogas ou álcool, mesmo que de forma recreativa?”

Espere a resposta e pergunte:

Quanto Tempo?

Possui algum tipo de doença, como cardiovascular, diabetes,  doença neurológica ou sente alguma dor física constantemente?

Qual a sua idade? Você acredita que esteja passando por alguma condição que possa estar alterando seus hormônios?

Buscar alguma potencial situação de alteração hormonal, gestação, puerpério ou menopausa.

Você esta trabalhando? Se sim... com o que?

Compreender se a pessoa está vivendo alguma situação de estresse recente, perda de pessoas querida.

Pessoas que trabalham na área da saúde, ensino, força policial, ou grandes empresas, podem possuir um nível de estresse muito mais alto do que em outras profissões, que pode resultar em condições físicas que podem ser interpretadas como depressão e/ou ansiedade.

Com quem vive ou convive, alguém passa pela mesma situação que você, convive com alguém doente? Você ou a pessoa já faz algum tipo de tratamento para a sua condição com psicólogos ou psiquiatras?

Tudo isso irá ajudar a você entender o que a pessoa está passando de uma forma geral, e não somente da queixa primária.

Todas essas perguntas e respostas são para você e o guia somente, não anotem ou peça para o cambono anotar no receituário da assistência, pois a assistência poderá se sentir invadida caso alguém veja esse receituário em casa ou no trabalho.

Com esse panorama geral, você e o guia conseguiram dar um melhor encaminhamento para essa pessoa, mas JAMAIS, diga que o que ela esta passando é fácil de resolver, seja com a espiritualidade, pessoalmente ou mesmo com acompanhamento médico psicológico.

Não faça afirmações, como vou te ajudar a resolver isso, diga que esta lá para ajudá-la e para ouvi-la. Muitas vezes a assistência está lá para ser ouvida e receber afeto, sem qualquer tipo de julgamento ou promessas.

Peça para o guia indicar coisas simples de serem feitas, mas que tomem tempo na preparação e coloque essa pessoa conectada no momento atual da sua vida. Ou seja,  pedir para acender uma vela e fazer uma oração é fácil e rápido, porém depois de 2 minutos ela não se lembrara do que foi feito, muito menos para que serviu.

Coisa que o seu guia pode pedir para ser feito, que irá marcá-las realmente como um tratamento ou acompanhamento.

Dia 1

Banho de ervas,  que contenham bastante cheiro e energia de limpeza e energização como:

Alecrim, manjericão, hortelã, erva cidreira, camomila, Verbena, hibisco, dama da noite, anis estrelado, alfazema, arruda, eucalipto, guiné, manjericão, sálvia e boldo.

 

Sempre com ervas frescas, peça para ela preparar com 3 ervas, macerando bem, cada erva individualmente com as mãos, até que elas fiquem úmidas se for o caso, peça para que sintam o cheiro da erva macerada, peça para que sintam bem o cheiro de cada uma por pelo menos 2 minutos, e depois coloque a erva macerada na água já quente, peça para sintam o cheiro em suas mãos, e a cada cheiro, se imaginem em um lugar bonito e repleto de ervas e colorido.

 

Fazer isso com as demais ervas também. Com o banho feito e água já morna,  coar as ervas com um pano branco, e separar esse pano com as ervas. Com o líquido, tome o ultimo banho do dia, sem se secar muito e se prepare para dormir. Com o pano que foi coado as ervas, fazer uma trouxinha com essas ervas e o pano, e levar e se possível fazer aplicação desse pano com as ervas no peito, por uns 5 minutos, peça sempre para a pessoa firmar a cabeça nos sentidos, cheiro, temperatura e tato desse pano com as erva sobre ela. E imaginar que esta deitada em um gramado repleto de flores, onde a brisa traz o cheiro, traz o frescor das ervas.

Dia 2

Receba essa pessoa com sorriso e um abraço, pergunte como foi a semana: Muito provavelmente ela vai dizer que foi um pouco melhor, mas que ainda sente  tudo que ela relatou no primeiro, nesse momento diga que hoje ira ajuda-la de outra forma, mas pergunte se ela fez o banho e o trabalho com as ervas pelo menos 3 vezes na semana.

Faça um alinhamento energético nela, onde o seu guia irá fazer um passe energético, primeiramente limpando e depois energizando essa pessoa, se o cambono for mais experiente, peça para que ele ajude nesse passe e energização, seu guia na frente e o cambono nas costas.

Dia 3

Pergunte como ela se sente, se ela está visitando o médico da terra, e como esta se sentindo, escute tudo com muito cuidado e atenção. Caso necessite de outras intervenções encaminhe essa pessoa para a gira de sexta feira na adicção.

O QUE NÃO DEVE SER DITO PARA UMA PESSOA DEPRIMIDA

"Só precisa se animar!" ou "Só precisa sair mais de casa!"

Essas frases podem ser interpretadas como uma minimização da condição da pessoa e podem até piorar a situação, já que a depressão é uma condição médica real e não pode ser resolvida apenas por uma simples mudança de humor ou ambiente.

"Pare de ser negativo(a)"

Essa frase pode fazer com que a pessoa se sinta ainda mais culpada por sua condição, levando a uma piora na autoestima e autoconfiança.

 

"Outras pessoas têm problemas muito piores que o seu"

Essa afirmação pode fazer com que a pessoa se sinta invalidada em suas próprias emoções e problemas, o que pode aumentar o sentimento de isolamento e solidão.

 

"Você não parece estar deprimido(a)"

A depressão pode se manifestar de maneiras diferentes em cada pessoa, e a aparência externa nem sempre reflete o que a pessoa está sentindo internamente.

 

"Não há motivo para você se sentir assim"

A depressão muitas vezes não tem uma causa específica e pode ser uma combinação de fatores biológicos, psicológicos e ambientais.

"Por que você não pode simplesmente ser feliz?"

Essa pergunta pode fazer com que a pessoa se sinta ainda mais frustrada e incompreendida, pois a depressão não é uma escolha.

"Você só está procurando atenção"

Essa afirmação pode fazer com que a pessoa se sinta envergonhada e culpada por sua condição, o que pode piorar sua depressão.

"Você não precisa de medicação, é melhor resolver seus problemas sem remédios"

A medicação é uma das muitas opções de tratamento para a depressão e pode ser essencial para a recuperação da pessoa.

"Eu entendo como você se sente"

Embora essa afirmação seja bem-intencionada, cada pessoa lida com a depressão de maneira diferente, então é importante não presumir que se sabe exatamente como a outra pessoa se sente.

 

"Você é fraco(a)"

Essa afirmação é extremamente prejudicial e pode levar a pessoa a se sentir ainda mais isolada e sem esperança. A depressão não é uma questão de força ou fraqueza, e ninguém escolhe sentir-se deprimido.

bottom of page